in , ,

IGLTA lança pesquisa para descobrir como será o turismo LGBT em 2021. Participe!

turismo lgbt
Fairmont

A Associação Internacional de Turismo LGBT ( IGLTA) lançou essa semana, em diversos países, sua pesquisa que pretende descobrir como ficará o turismo LGBT em 2021. A pesquisa espera abranger os mais de 60 países onde a entidade possui associados.

+ Pesquisa de Turismo LGBT indica que 64% dos brasileiros pretendem viajar até o final de 2020

+ IGLTA adia Convenção Global de 2020 em prevenção ao coronavírus

VILA GALÉ SP – LGBT
VILA GALÉ RIO – LGBT

Rio Grande do Norte desperta para o Turismo LGBTI+ com ação da IGLTA

O principal objetivo da pesquisa é poder entender como será o cenário das viagens feitas por turistas LGBT em 2021, levando em consideração a realidade enfrentada por cada região no combate a pandemia.

” A pesquisa vem de encontro com nossa necessidade de planejamento e de entender melhor quem é esse turista pós covid. Depois de um ano de pandemia, a gente quer saber o que mudou para ajudarmos a beneficiar destinos, hotéis e empresas ao longo dos próximos anos”, declarou Clovis Casemiro, coordenador da IGLTA no Brasil, em exclusiva para a ViaG.

Mar Ipanema Gif

Pesquisa sobre o turismo LGBT em 2020

Em 2020, a pesquisa realizada identificou que: 64% dos turistas LGBT brasileiros pretendiam viajar, mesmo com as restrições impostas pela pandemia. Além disso, 41% dos entrevistados disseram que não irão trocar o local escolhido para viajar e 27% se mostraram indecisos em relação à escolha futura.

Seguindo uma tendência geral, metade dos entrevistados (50%) optariam por roteiros curtos, com voos de até três horas; 36% optariam por voos de média duração (até seis horas) e 30% afirmaram que poderiam realizar voos com mais de seis horas de duração.

Edição da pesquisa 2021

Segundo a Organização Mundial do Turismo, o segmento LGBT é responsável por 10% de toda movimentação dessa indústria. Além disso, o segmento possui um alto valor agregado, sendo responsável por 15% da movimentação financeira do setor de viagens.

Para participar da pesquisa e ajudar o mercado a compreender melhor as demandas do turismo LGBT, clique aqui.

 

MS

Escrito por alexbernardes