in

Delta assina carta de solicitação de criação de lei contra crime de ódio em Atlanta

delta lgbt

Conhecida por ser uma das primeiras companhias aéreas a se tornar uma aliada da comunidade LGBTQ+, a Delta Airlines também foi uma das primeiras criar um comitê LGBTQ+ interno chamado de EQUAL. O objetivo do grupo é garantir as politicas internas de proteção a colaboradores LGBTQ+, bem como tentar estender essas ações para a comunidade de forma geral.

No começo de Junho, o CEO da Delta, Ed Bastian, e mais de 50 CEOs da Geórgia assinaram uma carta, liderada pela Câmara Municipal de Atlanta, pedindo à Assembleia Geral que aprove e assine uma lei abrangente, específica e clara contra crimes de ódio. Isso incluiria proteções para as vítimas escolhidas com base em sua raça, cor, religião, origem, gênero, orientação sexual ou deficiência, que merecem justiça.

Delta
Ed Bastian, CEO da Delta Air Lines. Foto: Divulgação/Delta Air Lines

Delta Air Lines está entre as melhores empresas do mundo para funcionários LGBT+

Accor fica entre as 10 melhores empresas para trabalhar na categoria LGBT do GPTW 2020

Piloto Delta fala sobre inclusão e igualdade no mês do Orgulho LGBT+

A entrada da Delta nesse grupo de empresas aconteceu graças a união do grupo EQUAL e organização BOLD, o braço do Grupo de Recursos Profissionais voltado aos funcionários afrodescendentes da Delta, a companhia conseguiu entrar cedo nessa importante missão.

“Estamos nos concentrando na interseção entre nós da comunidade LGBTQ+ e nossos aliados e o que podemos fazer para apoiar o Orgulho LGBTQ+ na nova realidade. O Orgulho, em sua essência, é celebrar quem você é”, disse Michael Thomas, diretor de Comunicações da EQUAL.

Dleta
Equipe da Delta participando da Parada LGBT de Nova York

Para Tonie Thobias, vice-presidente do grupo EQUAL, a adesão do CEO da Delta, Ed Bastian,  nessa causa renovou seu senso de orgulho.

“Como muitos de vocês, passei por muitas emoções nos últimos meses. Então, pensei comigo: como falar com minha família EQUAL sobre o orgulho quando minha família BOLD está lutando apenas para ser respeitada”. Então, vi as notícias sobre a decisão da Suprema Corte e o esforço da nossa família Delta em ajudar a promover a lei do crime de ódio na Geórgia, com nosso líder Ed liderando o caminho. Essas coisas renovaram meu senso de orgulho e me lembraram que, enquanto estivermos vivos, temos esperança e juntos podemos fazer uma mudança”.

Axel Miami – Banner

Escrito por alexbernardes

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0