in , ,

Livro com história de família homoafetiva será lançado no Dia dos Pais

familia
Fairmont

O casal Toni Reis e David Harrad e seus filhos são os autores do livro que vai contar a realidade de uma família homoafetiva. O livro que tem o título “Uma família de todas as cores e todos os amores” (Artêra, selo da Editora Appris), será lançado no próximo Dia dos Pais, 8 de agosto. O livro busca revelar a história e a trajetória de dois homens e seus três filhos.

Vindo de realidades totalmente distintas, o curitibano Toni conheceu o londrino David em 1990, no metrô de Londres. E estão juntos desde então numa união de mais de 30 anos. Com três filhos, o casal forma uma família homoafetiva muito marcante para o ativismo LGBTI+. O lançamento acontecerá das 11h30 às 13h, no auditório do Solar do Rosário (Rua Doutor Claudino dos Santos, 142), no Largo da Ordem, em Curitiba (PR), respeitando as normas de distanciamento social.

+”Guardei no Armário”, mais do que um livro, um manifesto de resistência e liberdade

VILA GALÉ RIO – LGBT
VILA GALÉ SP – LGBT

+ Onlyfans: escritor Fabricio Viana lança livro ensinando como ganhar dinheiro com essa novidade

Toni e David narram suas infâncias, adolescências e juventude. E também a experiência de se descobrirem gay, com todas as implicações de aceitação coletiva, com dificuldades, conquistas e a realização do sonho de serem pais. Casados na Inglaterra desde 1990, foram um dos primeiros casais do mesmo sexo a terem a união reconhecida no Brasil, depois da decisão do STF, em 2011. Alyson, 20 anos, Jéssica, 18, e Filipe, 15, filhos do casal, contam ainda no livro como é a experiência de terem pais gays e a perspectiva deles do processo de adoção tardia.

“Esta pequena história não tem como objetivo proporcionar um modelo de família homoafetiva, apenas dar exemplos para que as pessoas possam entender e respeitar cada vez mais as famílias que não se enquadram no modelo tradicional. Nossa intenção em contar essas experiências é mostrar as dificuldades que tivemos, devido à repressão, à falta de conhecimento sobre a homossexualidade e à predominância da heteronormatividade, em nos identificarmos e posteriormente nos assumirmos como gays”, conta Toni Reis, que é  diretor da Aliança Nacional LGBTI+.

Mar Ipanema Gif

“Uma família de todas as cores e todos os amores” é a segunda versão do livro “Direito de amar: a história de um casal gay”, publicado por Toni e David em 1996. Ele foi escrito num contexto em que a homossexualidade era pouco desmistificada no Brasil e não se reconhecia oficialmente a união estável entre pessoas do mesmo sexo no país. Hoje, o assunto da homossexualidade está muito mais presente na sociedade e não tão estigmatizado. Mesmo assim, a descoberta da própria homossexualidade, ou a de outras pessoas, pode ser uma experiência que provoque dor, confusão, rejeição, tristeza e outros sentimentos negativos. O objetivo do relato é mostrar que é perfeitamente possível para uma pessoa homossexual viver de forma feliz e em harmonia consigo e com os outros, mesmo que às vezes haja um caminho árduo a ser seguido até chegar a esse ponto.

O prefácio do livro é da ex-senadora e ex-prefeita de São Paulo, Marta Suplicy. “O Brasil de hoje é capaz de assistir na dramaturgia, além de entender e torcer pela felicidade de um casal homoafetivo. Entretanto, ao não assegurar em sua legislação e nas ações de segurança proteção e direitos de cidadania para as pessoas LGBTI+, percebemos que o caminho para acabar com o preconceito é longo e assume rumos bastante sérios”, diz a política e psicanalista, amiga do casal.

Sobre os autores

Toni Reis nasceu no dia 20 de junho de 1964, em Coronel Vivida, Paraná. É professor e doutor em Educação. É autor dos livros ‘Homofobia no ambiente educacional: o silêncio está gritando’ e ‘Sexo, Ética e Consentimento’. É ativista e militante da causa LGBTI+ e aids desde meados dos anos 1980. Em 1992, foi fundador do Grupo Dignidade – pela cidadania de LGBTI+ e atualmente é diretor-presidente da Aliança Nacional LGBTI+, além de ser integrante do conselho executivo da GayLatino, uma rede de direitos humanos LGBTI+ na América Latina.

Toni é casado com David Harrad desde 29 de março de 1990. David Harrad nasceu em Macclesfield, Inglaterra, no dia 10 de março de 1958. Mora no Brasil desde 1991, em Curitiba. Atua como tradutor e também é integrante do Grupo Dignidade.

MS

Escrito por alexbernardes