in

Coreógrafos participam da Parada LGBT de PE; veja fotos

IMG 3831OK

 

Um grupo com cerca de 30 deste coreógrafos da Associação de Bandas e Fanfarras de Pernambuco, propiciaram um passo significativo no marco dentro do movimento marcial do Estado. Eles foram destaque no último domingo (17), na abertura da 16º Parada da Diversidade de Pernambuco, que trouxe o tema “Por cidades diversas, nenhum direito a menos”, em uma menção à busca por espaços públicos mais inclusivos e sem homofobia.

O evento aconteceu na Avenida Boa Viagem e teve sua concentração no Parque Dona Lindu, com toda uma estrutura montada para receber artistas locais e nacionais da cena LGBT. A Parada reuniu cerca 400 mil pessoas. A apresentação dos coreógrafos foi realizada no chão, na Avenida. Eles saíram em marcha e realizaram evoluções com suas bandeiras. A ação foi uma iniciativa do Instituto Boa Vista, ONG que desenvolve o Projeto Cidadania LGBT, no Recife, em parceria com o Fórum LGBT.

Foi um momento impar na Parada e Pernambuco foi o pioneiro no país com esse tipo de ação, onde no abre-alas do evento uma banda marcial, composta por músicos da Região metropolitana do Recife, e coreógrafos davam as boas-vindas à coletividade que se aproximava.

Os jovens artistas mostraram coreografias ousadas e marcadas ao som de musicas de contexto marcial e do cenário pop nacional e internacional. Um show de musicalidade e coreografia, levando o público ao delírio por onde passavam com uma mensagem de quebra de preconceitos estereotipados sobre o universo marcial.

Uma conquista para esses coreógrafos, jovens sonhadores cheios de perspectivas, que são disseminadores da arte e formadores de cidadão críticos perante a sociedade. Muitos desacreditados do êxito da ação, mas diante de um processo pedagógico de construção, empenho e dedicação, hoje se tornam referência na luta pelo reconhecimento e fortalecimento da classe artística marcial.

Vila Galé – Fortaleza

Escrito por alexbernardes