in

Foto de casal gay na Russia vence o World Press Photo

 

Da EFE
jon-and-alex

O World Press Photo é o maior prêmio do fotojornalismo mundial, com uma foto tirada em 2014 e intitulada “Jon and Alex”, o dinamarquês Mads Nissen levou o disputado prêmio nesta  quinta-feira (12). A foto  registra de maneira muito íntima um casal de homossexuais em um quarto em São Petersburgo, na Rússia.
A decoração do local se limita a uma cortina cor bege escuro. Um dos dois homens, deitado, fecha os olhos por um momento, enquanto o outro, com a mão em seu peito, o observa.
A foto foi tirada como parte da reportagem “Homofobia na Rússia'” Segundo a ONG Human Rights Watch, a comunidade sofre cada vez mais agressões, frequentemente toleradas e inclusive encorajadas pelas autoridades.
O diretor da World Press Photo, Lars Boering, e a presidente do júri da 58ª edição, Michele McNally, também editora-assistente do jornal “The New York Times”, anunciaram o nome do ganhador deste prêmio em Amsterdã.
Michelle qualificou a fotografia como “muito íntima e incrivelmente bonita, magnificamente executada e com uma composição impecável”. “A imagem ganhadora deveria ser estética, ter impacto, e o potencial para se converter em um ícone”, afirmou
Alessia Glaviano, editora de fotografia na versão italiana da “Vogue” e uma das 17 integrantes do júri, acrescentou: “Esta fotografia fala do amor, em resposta ao que acontece no mundo, fala do amor como um tema global, de uma forma que transcende a homossexualidade”.
Já o próprio autor da foto, Mads Nissen, explicou que a imagem fala ao mesmo tempo de “amor e ódio, de desejos profundos… e da homofobia na Rússia”.
O júri examinou cerca de 100 milimagens, apresentadas por 5.692 fotógrafos de 131 países. Ao todo, foram premiados 42 fotógrafos de 17 nacionalidades em oito categorias.

Festuris 2020

Escrito por anacarolina