in

Cape Town gay friendly: Conheça a capital rosa da África do Sul

Cidade do Cabo, a capital gay da África

Descubra por que em pouco tempo Cape Town se tornou um dos destinos mais gay friendly do mundo

 

Cape Town Gay friendly

O turismo LGBT na África do Sul nem sempre foi fácil. Há 20 anos, a maioria dos estabelecimentos gays ficava nos subsolos, escondidos e marginalizados. Homossexualidade era crime durante o Apartheid, então era comum ver ativistas políticos gays sendo presos e perseguidos.

Após a introdução da democracia com o governo de Nelson Mandela, o que se vê hoje é um cenário totalmente diferente: uma comunidade gay forte, bem estabelecida e alegre, orgulhosa de viver no país que também é conhecido por nação arco-íris.  Em 2006, a África do Sul se tornou o primeiro país africano a legalizar o casamento homossexual.

Cape Town Gay friendly
Parece o Rio de Janeiro, mas é a praia de Camps Bay

Com os avanços na legislação, a Cidade do Cabo (ou Cape Town, em inglês) se tornou o destino mais popular na África do Sul para turistas LGBT. Passou a ser conhecida como “cidade rosa” ou a capital gay da África. Para reforçar essa pré-disposição ao turismo gay, o destino sediou este ano a 33ª Internacional Gay & Lesbian Travel Association Anual (IGLTA). Durante o evento, aberto por Derek Hanekom, Ministro do Turismo do país, líderes sul-africanos que lutam pelos direitos LGBT foram homenageados, incluindo Desmond Tutu, arcebispo da igreja Anglicana ganhador do Prêmio Nobel da Paz em 1984.

+A GENTE TEM QUE FALAR #2 – VIAG PODCAST
+Estêvão Delgado do Ezatamentchy ferve e milita no ViaG Podcast
+Fórum de Turismo LGBT se consolida como mais importante do segmento no Brasil

Em 2013, por ocasião do lançamento da campanha Livres & Iguais, Tutu afirmou: “eu me recusaria a ir a um céu homofóbico. Sem pedir desculpas, eu preferiria ir para outro lugar. Eu sou tão apaixonado por esta campanha como sempre fui pela campanha contra o Apartheid. Uma vez que é ilegal a discriminação contra qualquer pessoa com base em sua orientação sexual na África do Sul, as pessoas LGBT são bem-vindas em todos os lugares”.

Cape Town Gay friendly

Ponto de partida

Para um bom começo de viagem, visite o Museu Sul-Africano de Iziko, local que promove uma imersão na história natural e cultural da África do Sul, passando pela origem do homem e pela evolução dos animais. A 10 minutos a pé do museu, desembarque no Greenmarket Square, um mercado de pulgas ao ar livre onde é possível comprar lembranças e suvenires típicos como bolsas Springbok, roupas e obras de arte africana.

Reserve uma boa parte do dia para bater perna pela Sea Point. O bairro moderno, desenvolvido e repleto de bares e restaurantes da moda possui uma espécie de calçadão à beira-mar, onde turistas e locais se encontram para caminhadas no fim do dia. É nesse espaço muito bem cuidado e democrático que se pode notar a tranquilidade e alta qualidade de vida que a Cidade do Cabo oferece aos moradores.

Cape Town Gay friendly
Waterfront, região portuária moderna e cheia de atrações

Uma boa pedida para os amantes da vida marinha, o Two Oceans Aquarium está localizado na bela Victoria and Alfred Waterfront e proporciona uma viagem ao fundo do mar com centenas de espécies marítimas. É também no Waterfront que pulsam as opções para os turistas. O local concentra dezenas de restaurantes e lojas, além de atrações culturais que encantam a todos os visitantes. Perfeito para presenciar a força da cultura africana.

Bem ali pertinho está o Waterkant – bairro que segue o estilo do Soho de Londres ou do Greenwich Village, de Nova York -, um dos endereços mais procurados na Cidade do Cabo. As casas do século 19 foram transformadas para criar uma sensação de vila e o local acabou se tornando um dos pontos de encontro favoritos para a comunidade LGBT. Aproveite e visite algumas das galerias de arte e lojas e se encante com os novos nomes do design sul-africano.

Reserve energias para a atração turística mais icônica da cidade, a Table Mountain. Recentemente coroada como uma das sete maravilhas naturais do mundo, a montanha com pouco mais de mil metros pode ser vista de qualquer parte da cidade, e leva o nome de table (mesa) pelo formato achatado do topo.

Cape Town Gay friendly
Do alto da Table Mountain a vista é deslumbrante.

O passeio merece toda a atenção e, se possível, uma tarde inteira. A chegada até o pico pode ser feita de bondinho ou em uma desafiadora caminhada de duas horas por trilha. A vista lá de cima é impressionante e, para cada lado que se anda, a paisagem instiga a novas descobertas. Aproveite para ver o espetáculo do pôr-do-sol, que é incrivelmente lindo.

A vida praiana também é forte na Cidade do Cabo. As mais procuradas são as de Hot Bay e Camps Bay. Areias branquinhas e finas convidam para um mergulho, mas vá com coragem: a água é geladíssima por ali. Muizembere e Long Beach têm águas mais quentes e são as preferidas dos surfistas. Ao longo das praias, turistas e locais curtem o sol e se divertem em partidas de vôlei de areia. Quem gosta de curtir a natureza do jeito que veio ao mundo, a dica é ir para Sandy Bay, única reservada ao naturismo na cidade.

Cape Town Gay friendly
Casais gay desfrutam as praias com muita tranquilidade

 

Vida noturna

A melhor aposta para experimentar a vida noturna LGBT fica na região de Green Point, onde fica a maioria dos estabelecimentos dedicados ao segmento. Bares, restaurantes e baladas agitam até o sol raiar, com destaque para o animado Crew Bar. O público é bem misturado e os dois andares ficam lotados quase todas as noites. Na próxima esquina está o Beaulah Bar, dedicado para as meninas. A baladinha convida a mulherada para um remelexo ao som de muito pop e hip-hop.

Cape Town Gay friendly

O preferido dos locais é o Gat Party, no subúrbio de Milnerton. O local atrai uma multidão para uma festa promovida mensalmente e também realiza o Madre City Queer Project, a maior festa gay da África. A comemoração acontece em dezembro para celebrar a aprovação da lei que proíbe qualquer tipo de discriminação por orientação sexual na África do Sul.

O Beefcakes é o mais popular e democrático bar. Hamburgueria durante o dia, ele se transforma em ambiente de festa à noite. O local realiza shows temáticos e o atendimento é feito por uma drag animada e cheia de piadas constrangedoras.

Onde ficar

A dica de hospedagem é o The Capital Mirage. Com cheirinho de novo, o hotel vai envolvê-lo em opulência a partir do momento em que se pisa lá dentro. Cada característica e o acabamento foram projetados para provocar suspiros. Os 65 quartos bem equipados oferecem espaço e conforto na medida certa. Com localização privilegiada, o The Capital Mirage coloca o melhor da Cidade do Cabo a curtas distâncias que podem ser feitas a pé. O hotel possui ainda um Sky Bar com vista panorâmica para a cidade e, claro, para a Table Montain.

Mirage-Sup-Studio-2
Os modernos apartamentos do The Capital Mirage incluem cozinha e sala de estar
Light-Lounge-Studio-018 (1)
Vista do The Capital Mirage

Outra opção é o Vineyard Hotel. Considerado um clássico na hotelaria local, ocupa uma propriedade de sete acres à beira das encostas da Table Montain. Antes uma casa de campo em meio às vinícolas, a propriedade é hoje um luxuoso complexo hoteleiro de 207 apartamentos. Construída em 1799, o hotel conta com 120 anos de história. Já hospedou nomes importantes do mundo das artes e da política.

VineyardGarden1

 

Sites

The Capital Mirage

Vineyeard Hotel

Quem leva

A South African Airways oferece voos diários com saída de São Paulo e escala em Joanesburgo.

Axel Miami – Banner

Escrito por alexbernardes