Uber oferece oportunidade de emprego para profissionais trans

Uber oferece oportunidade de emprego para profissionais trans

A Uber, que é uma das patrocinadoras oficiais da Parada LGBT+ de São Paulo, mostra mais uma vez que não está dormindo no ponto quando o assunto envolve ações que agregam valor e respeito à diversidade. A empresa está buscando profissionais trans para trabalharem com atendimento. “Celebrar as diferenças faz parte da nossa cultura. Acreditamos que um time diverso é essencial para criar um negócio inovador e conectado com a sociedade. Por isso, estamos trabalhando em parceria com a Transempregos para a divulgação de novas vagas”, diz a oferta no site oficial.

+ Representatividade trans na publicidade: Pink Money ou apoio à causa?
+ Alan Turing é o mais novo rosto da nota de 50 libras
+ Piloto Delta fala sobre inclusão e igualdade no mês do Orgulho LGBT+

Segundo grau completo e gostar de aprender são alguns dos pré-requisitos para a vaga. Photo by Icons8 team on Unsplash

Segunda a descrição da vaga, “os Agentes de Atendimento são os embaixadores da Uber na cidade e os responsáveis por atender pessoalmente os motoristas parceiros, que são os nossos principais clientes”. Algumas das principais funções são recepção e atendimento ao público, apoio a eventos, dar mini-palestras para grupos de parceiros e manter-se atualizado sobre programas, políticas e procedimentos da Uber. Como pré-requisitos para vaga, é pedido ao candidato aspectos técnicos como ensino médio completo e experiência com vendas ou suporte ao cliente e também pessoais, como ter boa comunicação e ser paciente e gostar de ajudar os outros. Na descrição da vaga você encontra maiores detalhes, é só clicar aqui!

Axel Miami – Banner

Sobre o Transempregos
Na página do Facebook, a plataforma se define como “um site que visa facilitar a colocação de pessoas trans* (travestis e transexuais) no mercado de trabalho, e possibilitar que empresários e recrutadores contatem essas pessoas, que muitas vezes não podem demonstrar todo o talento que possuem pois não são contratadas por possuírem uma condição diferente da maioria”.

Já faz a fofa e repassa para aquele amigo ou amiga trans que está precisando de trabalho!

Deixe um comentário