in

Ministério do Turismo lança cartilha com foco em LGBT para capacitar trade turístico

Por Camila Lucchesi, de Gramado (RS)

Com representação de 15% em faturamento no turismo mundial, o segmento LGBT ainda é subexplorado no Brasil. Para ajudar a mudar essa realidade e aproveitar o potencial de consumo e a qualificação do viajante desse nicho visando ao crescimento da atividade, a Secretaria Nacional de Qualificação e Promoção do Ministério do Turismo lançou hoje a cartilha “Dicas para atender bem turistas LGBT”.

unnamed-300x215

Criado sob a orientação do Conselho Nacional de Combate à Discriminação e Promoção dos Direitos de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais do Ministério da Justiça e Cidadania, a publicação levou cerca de um ano para ficar pronta e foca em capacitação, com teor bastante didático. “Entendemos que, na maioria das vezes, o preconceito surge por conta da ignorância, da falta de informação”, explicou Rafaela Lehmann, coordenadora de apoio à comercialização. Ela divide a coordenação-geral do material com Cristiano Borges.

Inédita, a publicação representa todos os públicos representados na sigla LGBT e atende a uma demanda do mercado. “É possível encontrar material focado no público gay, mas não há quase nada sobre os transexuais, por exemplo. Como devemos chamá-los? Pelo nome do documento ou pelo nome social? No material, esclarecemos essas dúvidas, falamos sobre conceitos, damos dicas práticas e orientações para receber bem esse viajante, além de exaltarmos o combate à LGBTfobia”, resume Rafaela. O guia fala ainda sobre legislação e estimula o mercado a não deixar de lado esse público. “É preciso inseri-los nas promoções criadas para casais e para famílias”, lembrou.

A apresentação foi feita durante o Festuris e contou com a presença – e com o aval – de Marta Rossi. A escolha não ocorreu por acaso: a aposta no segmento é realidade dentro da programação do evento há anos. “Nada mais justo do que fazer o lançamento aqui”, defendeu o Ministro do Turismo, Marx Beltrão. Confirmado para o evento, ele precisou antecipar seu retorno a Brasília e fez questão de gravar um vídeo reforçando seu apoio ao projeto. “Vamos dizer não ao preconceito, pois somos todos brasileiros”, disse Beltrão, reforçando a posição que já havia destacado durante a solenidade de abertura da feira.

A tiragem inicial é de 19 mil exemplares que serão distribuídos para as secretarias estaduais de turismo que, por sua vez, repassarão aos municípios. “Como a sustentabilidade também é um aspecto importante, fizemos um número reduzido e disponibilizamos uma versão digital”, enfatizou Isabel Barnasque, coordenadora-geral de turismo responsável e diretora interina de formalização e qualificação no turismo.

Também participaram do lançamento Cinthia Marques (Mtur), Humberto Pires (Embratur), Marcelo Michieletto (Associação Brasileira de Turismo para Gays, Lésbicas e Simpatizantes/Abrat-GLS) e Alex Bernardes (International Gay and Lesbian Travel Association/IGLTA).

cartilha lgbt
Alex Bernardes, Marcelo Michieletto, Humberto Pires, Isabel Barnasque e Marta Rossi

Axel Miami – Banner

Escrito por alexbernardes