in ,

LoveLove

Austrália cria diretrizes que apoiam atletas trans no esporte profissional

Atletas trans
Foto: Pride In Sport Australia

Atletas trans recebem apoio de oito federações esportivas australianas, incluindo AFL, Hockey Austrália, Netball Austrália, Rugby Austrália, Tennis Austrália, Touch Football Austrália, UniSport Austrália e Polo Aquático Austrália. As federações se reuniram para emitir diretrizes sobre o incentivo ao envolvimento de atletas trans no campo dos esportes.

As diretrizes recentemente implementadas foram estabelecidas para desafiar o estigma que os atletas transgêneros enfrentam quando se trata de inclusão e envolvimento nos esportes.

“É a inédito no mundo ver tantas organizações esportivas nacionais se unindo para mostrar coletivamente seu apoio a uma parte específica de nossa comunidade”, disse Beau Newell, gerente do programa nacional da Pride in Sport Austrália, no lançamento das diretrizes.

+ Participação de atletas trans no esporte profissional será tema de live do Museu do Futebol

+ DF aprova lei que reserva vagas de emprego para pessoas trans

+ Prefeitura de São Paulo oferece 450 vagas de emprego para pessoas trans

“Muitas pessoas trans em toda a Austrália são membros de clubes esportivos muito inclusivos, muitos também relatam que ingressar em um clube é uma experiência intimidante e assustadora”, disse Teddy Cook, gerente de igualdade trans e de gênero da ACON.

A iniciativa de inclusão foi conduzida pela ACON, uma ONG de saúde que defende os direitos LGBTQ +. Além das oito associações esportivas se comprometerem com o esquema de inclusão, os esportes universitários também emitiram diretrizes que promovem um método de inclusão popular e comunitário.

Apesar do movimento em direção a um maior envolvimento, nem todos os esportes ou entidades esportivas seguem regras ou métodos semelhantes.

A Rugby Australia, associação australiana de Rugby, atualmente exige que os atletas trans tenham um formulário de consentimento de médico especialista que destaca que seu “desenvolvimento físico, nível de habilidade e experiência são apropriados” para o esporte de contato total.

Festuris 2020

Escrito por alexbernardes