in

Barcelona Gay: Roteiro completo para uma viagem LGBT pela capital da Catalunha

barcelona3 (Small)

Barcelona é com certeza uma das cidades mais gay friendly do mundo.

Poucas cidades mundiais brilham apenas com seu nome. Poucas ainda se tornam muito especiais e marcam presença em qualquer ranking de importância histórica e artística. O brilhantismo destas surge a partir dos seus filhos queridos que as abraçam e as constroem. Essas localidades são berços de artistas que marcaram época e se tornaram eternos não apenas para seu país. Mas, para toda a humanidade. A capital da Catalunha é um desses exemplos.

É impossível visualizar Barcelona sem a obra máxima do catalão Gaudi, o templo expiatório da Sagrada Família, iniciado em 1882 e ainda hoje inacabado. Uma obra que aplica as ideias da arte nova à arquitetura religiosa. A construção, baseada nos elementos neogóticos, com agulhas das torres em forma de espigas de milho, rendilhado nas bandeiras dos vãos, tem elementos barrocos e mouriscos.

barcelona6 (Small)

Capital da Catalunha, Barcelona é uma comunidade autônoma localizada no nordeste da Espanha, banhada pelo Mediterrâneo. Por ser próxima a França, seu idioma, o catalão, é uma mistura do castelhano com o francês. O que se torna um pouco mais complicado de entender. Mas isso não é uma dificuldade no contato do turista com o habitante local pois todos falam o espanhol e as informações de serviços estão escritas nas duas línguas.

A cidade esta sempre lotada de turistas de todas as partes do mundo. Dentre eles o turista LGBT que há muitos anos já elegeu esse linda cidade como uma de suas favoritas na Europa. Basta um passeio pelas ramblas, a principal passarela da Praça da Catalunha, e perceber a quantidade de visitantes gays que lotam as ruas da cidade, dando mais charme e glamour aos cafés, restaurantes e lojas de grifes renomadas. Praticamente um desfile de moda.

IMG_1690

O transporte público funciona muito bem e pode-se ir a qualquer parte da cidade tanto de ônibus como de metrô. O taxi também é uma boa, os preços são justos. Mas o bom mesmo é calçar um belo e confortável tênis e fazer os passeios a pé. Além da arquitetura fascinante, com direito às obras de Gaudi, as ruas são incrivelmente limpas e seguras. Por isso, a pedida é se hospedar sempre na região central, a partir de lá, tudo fica mais acessível e prazeroso.

Passeios imperdíveis

 Comum em toda Europa, o cartão do turista facilita visitas e transportes por todos os cantos. Adquira um. Na cidade, obtenha seu Barcelona Card no aeroporto ou em qualquer posto de informação ao turista espalhados em vários pontos. Com ele você tem descontos ou entradas livres em museus, lojas, restaurantes, parques e transportes.

Um dos lugares mais visitados do mundo é a Sagrada Família. A visita é obrigatória. A previsão de termino de todo complexo que conta com 18 torres, é em 2026, quando completa o centenário de morte de Gaudí.

Sagrada-Familia-Fachada-1

A cidade respira arte e em cada canto é possível ter uma ideia da importância de Gaudí e sua contribuição arquitetônica. Boa parte da sua obra está concentrada na região central, nos bairros Eixample e Gracia, como a Casa Milà ou La Pedrera e a Casa Batlló. Ambos são ponto de concentração de turistas capazes de ficar por horas admirando a arquitetura dos edifícios.

Ainda no bairro da Gracia, fica o parque Guell, um imenso complexo de lazer, também com projeto arquitetônico de Gaudí, composto por uma ampla praça oval, pórticos, viadutos, estradas, jardins e a Casa Museu de Gaudí. Se estiver com tempo, vale muito a pena perder, pelo menos, meio período do dia por lá.

Barcelona fica nas margens do mar Mediterrâneo e tem ofertas de praias belíssimas, inclusive de naturismo frequentadas pelo público GLS. A Marbella é a mais badalada de todas, tanto para se bronzear, caminhar, como para a prática de esportes náuticos.

barcelona praia

Vida gay

 8

A Europa esta há anos-luz de nós brasileiros em relação ao trato e aos direitos dos homossexuais. Essa não é uma informação nova, mas essa afirmação é obvia demais diante do que os olhos veem na Espanha. A liberdade de expressão que se vê em Barcelona é de dar inveja. Por todos os lados da cidade se vê casais gays e lésbicos de mãos dadas e nenhum passa constrangimento por isso. É um assunto que nem se discute mais. E desde 2005 é permitido o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

É no Eixample, bairro da região central que fica a maior concentração de bares, hotéis, baladas e lojas do segmento. Há opções para todas as idades, tanto para homens quanto mulheres. Os espanhóis são charmosos, divertidos e ousados, além de bonitos, é claro.

Um passeio pelo antigo Bairro Gótico é obrigatório. Faz parte da Cidade Velha e suas ruas estreitas e empedradas com edifícios góticos são hoje lojas de jovens artistas, restaurantes de luxo e bares de tapas.  O movimento é intenso todas as noites.

Outro point totalmente friendly é o Hotel W. O prédio moderno com 26 andares é um dos cartões postais modernistas da cidade e fica nas margens da praia do mediterrâneo. No local funciona restaurante, bar no ultimo andar e um lounge na piscina onde no verão se torna palco de pool partys.

As noitadas em Barcelona começam muito tarde, então, estique em um bom bar ou restaurante e se jogue só a partir das duas da madrugada. O melhor, é que no Eixample ou “gayxample”, apelido do bairro, você pode fazer quase tudo a pé.

Porém, não tem como falarmos da vida gay de Barcelona e não abordarmos o Circuit Festival.

Barcelona-Circuit-Festival-2013-gay-travel-advice

Talvez o maior festival de música eletrônica do mundo voltado para o público gay acontece desde 2008, em todo mês de agosto. O evento reúne os melhores selos de festas do universo LGBT e seus DJs renomados atraindo multidões de turistas gays de várias partes do planeta. A festança babadeira recebeu em 2013 aproximadamente 70 mil turistas de 50 países e injetou milhões de euros na economia local.

No roteiro gay friendly, listamos as melhores dicas para sua estadia em Barcelona, experimente e aproveite. A cidade é tudo de bom!

+ Viena, roteiro para uma viagem gay perfeita pela capital Imperial

Safir

Restaurante gay, com mistura de pratos típicos locais e variações internacionais. Muito bem servido, e com um ambiente aconchegante e bem decorado, o restaurante também apresenta diversas atrações desde pocket shows de drag queens a jazz ao vivo durante as noites. Perfeito para ir a dois ou beliscar algo antes de cair na noite.

Abre todos os dias para o jantar a partir das 18h.

Calle Montaner, 55

Arena Madre

A Arena Madre é a primeira e a maior discoteca do grupo Arena. Um mix do publico masculino e feminino, reúne também pessoas de todas as idades. O house comanda o som da ampla pista de dança do subsolo.

Calle Balmes, 32

Arena Diana

Arena Diana é a casa para meninas do grupo Arena. Ali se misturam todos os grupos de meninas, e alguns meninos que se atraem pela musica animada que vai desde o brega ao tango. A casa é a que começa mais cedo do grupo, e a única de repertorio eclético.  É comum as pessoas irem passeando entre as casas do grupo Arena, pois a entrada para uma vale para todas e todas estão no mesmo bairro.

Calle Disputació, 233

La Flauta

O La Flauta esta no Gaixample é um restaurante friendly lotado de gente bonita. Com mesas na calçada e ambiente fechado, o lugar está sempre lotado e com fila de espera. Mas não se preocupe pois a fila anda rápido e a comida vale a pena. Especialistas em todos os tipos de tapas, com porções generosas e preço justo, o restaurante é ponto de encontro da moçada antes da balada.

Calle Aribau, 23

Atame
Carrer del Consell de Cent, 257
Atame um grande bar gay no centro do  Gayxample . O lugar reúne uma grande grupo de jovens gays para dançar músicas espanholas

Bacon Bear Bar
C. de Casanova 64
Bacon Bear Bar já diz no nome, é voltado para ursos e seus admiradores

Bar Bim Bam Bum
Carrer de Casanova, 71
Bar Bim Bam Bum é muito popular e tem um clima de balada com pista de dança, música animada e muito jogo de luz.

Dietrich
Carrer del Consell de Cent, 255
Dietrich já foi um dos mais badalados da cidade. Hoje, tem menos frequentadores, mas mantém seu glam.

El Cangrejo
Villarroel 86 
É o maior bar danceteria da cidade. O El Cangrejo toca os melhores hits da pop music espanhola misturando com os hits dos anos 70 e 80.

Nightbarcelona
Diputació 161, Universitat
Apenas para homens possui  dark room, cabines, glory holes e voyeur room. Frequentando por várias idades, o ambiente é bem decorado, com um grande bar e animado por house e electro music.

People Lounge
Carrer de Villarroel, 71
Atmosfera relaxante,  decoração agradável  e confortáveis sofás espalhados pelo bar.

Punto BCN
Carrer de Muntaner, 63
Perfeito para um after!

Sazzerak Restaurant 
Consell de Cent 211
Pequeno e de clima aconchegante, esse delicioso restaurante no coração do distrito gay é o que melhor recebe os gays.

SkyBar – SkyBar, Hotel Axel
Carrer d’Aribau, 33
No coração do Gayxample o roof top do Axel Hotel tem toda a badalação que você procura. Bons drinks, gente bonita e muita ferveção.

Strass
Consell de Cent, 245
Balada gay com frequentadores jovens. A casa oferece os melhores shows de drags e claro os mais belos gogo boys da cidade.

Sweet – Sweet café
Carrer de Casanova, 75
Considerado um dos melhores esquentas de Barcelona, esse bar encanta pela decoração toda em vermelho e pelos deliciosos.

Gay cruise bars

Berlin Dark
Passatge de Prunera 18

BoyBerry
Carrer de Calàbria, 96

New Chaps
Avinguda Diagonal, 365

Open Mind

Aragon Nº 130, Universitat

Quem leva: 

CVC  Augusta: 

Sandro Scherer

sandroscherer@cvc.com.br

11 3896-2300

Fórum de Turismo LGBT Top

Escrito por alexbernardes