Entenda os efeitos do álcool na saúde sexual masculina

Entenda os efeitos do álcool na saúde sexual masculina

Consumir bebida alcoólica para diminuir a timidez antes de uma relação sexual é uma tática muito usada. Porém, o que poucos sabem é que o uso do álcool pode também prejudicar o desempenho sexual. Segundo Emilio Sebe Filho, urologista e fundador da Lifemen, as bebidas alcoólicas mais atrapalham do que ajudam o homem na hora do sexo.

+ Cinco brunches para amar e se perder em Londres
+ Cremesp aprova recomendação do uso de nome social a profissionais travestis e transexuais
+ Profissionais LGBT+ têm revelado sua orientação sexual no trabalho, diz pesquisa

“Um homem completamente embriagado perde muito de sua força, energia, concentração e sensibilidade. O álcool é um potente depressor do sistema nervoso central. Ou seja, quem bebe pode ficar sonolento e com os reflexos lentos. Nesse estado, não é possível desenvolver uma ereção satisfatória. E mesmo para quem consegue manter uma ereção, a baixa sensibilidade no corpo e no pênis vai atrapalhar o usufruto de uma relação realmente prazerosa”, explica o especialista.

Vila Galé – Fortaleza
O álcool é um dos maiores inimigos de uma ereção de sucesso. Photo by James Barr on Unsplash

Filho aponta, ainda, que o álcool, assim como muitas drogas, atua negativamente sobre a liberação de hormônios – incluindo a testosterona e a serotonina –, provocando redução do apetite sexual. Se a quantidade de álcool for muito alta, também poderá prejudicar o fluxo sanguíneo. “Pode ocorrer uma vasodilatação em todo o organismo, o que leva sangue para todas as partes do corpo. Assim, a quantidade de sangue nos vasos no pênis diminui, o que dificulta e não sustenta a ereção.” Além disso, o médico pontua que o uso excessivo de bebidas alcoólicas pode contribuir para o surgimento de diversas doenças. Como, por exemplo, as cardiovasculares, a diabetes, a obesidade – e todas atrapalham o desempenho sexual.

Fonte: www.lifemen.com.br

Deixe um comentário