in

Intercâmbio: 5 tendências para 2019, segundo a Experimento

Intercâmbio

O intercâmbio está cada vez mais polarizado. Atualmente, existem diferentes opções que contemplam diferentes públicos. Além disso, a atividade já não é mais exclusividade dos mais novos, mas, também, da terceira idade.

A Experimento Intercâmbio Cultural, parte do grupo CVC Corp, apontou as 5 tendências de intercâmbio para 2019. Confira:

1 – High School

Muitos estudantes brasileiros alimentam o sonho de estudar no exterior ao terminarem o ensino fundamental. Essa modalidade de intercâmbio continua sendo um dos programas mais procurados e desejados por quem deseja fazer intercâmbio.

Segundo a Experimento, além de adquirir fluência no idioma, o ensino médio no exterior possibilita ao estudante conquistar independência e maturidade emocional.

Para esse ano a grande aposta são os programas nos Estados Unidos. Aliás, para auxiliar na programação do intercâmbio, a Experimento incluiu uma promoção para a modalidade.

2 – Cursos de Idiomas

A antiga ideia de que os intercâmbios culturais estão relacionados unicamente (e exclusivamente) ao público jovem está caindo por terra.

Motivados pela competitividade, é crescente o número de profissionais em busca de experiência internacional.

Assim, para 2019 a grande tendência são os cursos de idiomas para profissionais acima dos 35 anos.

Com duração a partir de 2 semanas, os estudantes podem escolher cursos específicos. Marketing, business, economia e gestão de projetos, são alguns dos exemplos.

3 – Programas de Férias

Em contato cada vez mais cedo com a língua inglesa, é crescente o número de crianças e adolescentes brasileiros que buscam aproveitar as férias escolares para fazer um curso no exterior.

Segundo dados da Experimento, o número de jovens de 9 a 18 anos que buscaram uma experiência internacional junto à agência dobrou nos últimos 2 anos.

Apesar de serem programas tradicionais, a grande aposta para esse ano são os cursos que atendem aos diferentes perfis de estudantes; desde aqueles que querem desenvolver habilidades esportivas, artísticas ou, ainda, relacionadas à vida profissional.

4 – Formação Profissional

Um curso no exterior pode ser o que falta para muitos profissionais que querem dar um “up” na carreira, principalmente entre os jovens, recém-formados na universidade e que, desejam prosseguir seus estudos, como foco na formação profissional.

Essa modalidade de intercâmbio foi uma das mais buscadas entre os brasileiros, de 22 a 26 anos, neste último ano e segue como forte tendência para 2019.

Além disso, há uma infinidade de aéreas que os alunos podem escolher, em países da América Norte, Europa e Oceania.

Para quem deseja investir neste intercâmbio, a Experimento colocou no ar uma série de promoções de cursos profissionalizantes na Austrália.

5 – Intercâmbio 60+

Um tipo de intercâmbio que ganhará ainda mais adeptos este ano será o de cursos no exterior voltados para o público da melhor idade. Deixar o país para aprender ou desenvolver um novo idioma se tornou uma prática comum também entre os “sessentões”.

Apesar representarem apenas 5% do total de vendas da Experimento, os programas voltados a esse público estão em franco crescimento.

Além disso, a empresa conta com mais de 30 opções de programas voltados exclusivamente para esse público, em diversos países do mundo.

Leia mais sobre Viagens.

Fórum de Turismo LGBT Top

Escrito por leonardoneves