Turismo LGBT+ entra em pauta pela 1ª vez no Lacte, evento do setor de viagens corporativas

Turismo LGBT+ entra em pauta pela 1ª vez no Lacte, evento do setor de viagens corporativas

Promovido pela Associação Latino Americana de Gestão de Viagens e Eventos Corporativas (Alagev), Essa foi a primeira vez que o evento trouxe esse tema para ser discutido dentro do setor de viagens corporativas. O painel foi conduzido pelo diretor da empresa Kontik, Wilson Silva, e teve como convidados Raul Evangelista, diretor do grupo de diversidade da IBM, Jim McMichael do Las Vegas CVA ( Las Vegas Convention e Visitors Authority), e Maitê Schinaider diretora do Transempregos, organização que tem objetivo de empregar pessoas trans.

+ É crime! São Paulo sai na frente na luta contra a LGBTfobia
+ Tel Aviv inaugura um novo centro de apoio a famílias LGBT+
+ Delta Air Lines está entre as melhores empresas do mundo para funcionários LGBT+

Para Maitê, o ponto crucial para o avanço da inclusão de pessoas trans nas empresas está em criar um ambiente seguro para essas pessoas: “acolher uma pessoa trans no seu quadro de colaboradores é simples, mas a empresa precisa estar preparada. O ambiente precisa ser seguro física e emocionalmente para acolher uma ou um funcionário trans. O assunto tem que estar realmente embutido no DNA da empresa para que não haja qualquer tipo de desconforto ou conflito. Só assim a pessoa poderá ser 100% produtiva”, afirmou. 

Axel Miami – Banner

Raul Evangelista lembrou que a empresa foi a primeira no mundo a acolher a diversidade no seu quadro de funcionários. Segundo ele, “a IBM já valoriza a diversidade bem antes disso virar pauta. Fomos a primeira empresa a aceitar funcionários negros nos EUA mais de 30 anos antes do movimento civil americano na década de 1960. Fomos também a pioneira com relação a LGBT+.” 

Las Vegas também foi uma das primeiras a incentivar o turismo LGBT. “Desde a nossa campanha ‘o que se passa em Vegas fica em Vegas’ os empresários da cidade buscam se capacitar para atender bem o turista LGBT+. Isso ajudou a gente a receber eventos de lazer e corporativos desse segmento. Hoje, o turismo LGBT+ é indispensável para o faturamento do setor em Las Vegas”, declarou McMichael.

“Esse ano resolvemos trazer a questão dos LGBT+ porque sabemos que isso já é uma realidade nas empresas” – Eduardo Murad, diretor executivo da Alagev

Em exclusiva para a ViaG, Eduardo Murad, diretor Executivo da Alagev , disse que a inclusão do tema no evento foi algo orgânico: “Esse ano o tema central do Lacte são pessoas. E quando falamos em pessoas chegamos em personas. No ano passado falamos nas dificuldades das mulheres que viajam sozinhas, e esse ano resolvemos trazer a questão dos LGBT+ porque sabemos que isso já é uma realidade nas empresas, e existe uma série de cuidados específicos. Agora, o mais importante aqui, hoje, não é trazer as respostas para essas questões, mas fazer uma provocação para que as empresas olhem para esse assunto com mais atenção.” 

O Lacte aconteceu no WTC em São Paulo e reuniu quase mil profissionais de turismo corporativo em seus dois dias de evento.

Deixe um comentário