Plano de saúde: seu parceiro também está coberto

Plano de saúde: seu parceiro também está coberto

Procurar um plano de saúde é sempre mais complicado do que parece. Entre apólices e diferenciais de uma empresa para outra, há sempre a dúvida de qual prestará o melhor atendimento e trará mais benefícios na hora em que precisar. Porém, já parou para pensar se o parceiro do mesmo sexo também está incluso nas principais coberturas do Brasil? A resposta é sim, desde que haja comprovação do casamento ou da união estável.

+ Silvero Pereira – entrevista aberta sobre sua trajetória e representatividade LGBT
+ Noruega LGBT: um destino para a diversidade
+ Vai ter cinema LGBT+ toda sexta até dezembro para você ver

Desde 2010, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) estabeleceu que “entende-se por companheiro de beneficiário titular de plano privado de assistência à saúde pessoa do sexo oposto ou do mesmo sexo”. Logo, não há o que temer quando o assunto são planos de saúde. O companheiro homoafetivo está incluso.

Rio de Janeiro

Empresas

A Bradesco Seguros, vendedora de planos empresariais, explica que a norma para beneficiar pessoas do mesmo sexo precisa partir das empresas para as quais são oferecidos os planos. Porém, de acordo com a DiversityInc, o debate e a aplicação da diversidade nas empresas é cada vez mais presente, como no caso da empresa de serviços de alimentação Sodexo, com mais de 110 mil funcionários, que possui o cargo de vice-presidência global de Diversidade, cada vez mais comum em grandes companhias.

Prover benefícios à população LGBT já é uma realidade em grandes empresas de diferentes segmentos, que também promovem treinamentos e capacitações aos funcionários sobre diversidade sexual. De acordo com a organização de diversidade, entre as empresas mais gay friendly do mundo estão Wyndham Worldwide, Marriott International, Johnson & Johnson, Dell, entre outras.

Foto: Deanna Ritchie/Unsplash

Viagens

Os seguros viagens são menos burocráticos e mais simples de serem contratados. As coberturas das maiores empresas de assistência não fazem distinção de sexo, oferecendo as diversas opções e condições para todos os viajantes, independentemente da orientação sexual.

Com as facilidades e a segurança em lei garantindo o direito, o único trabalho que o casal precisa ter para viajar deve ser apenas o de fazer as malas e curtir. Seja qual for o plano de saúde ou seguro de viagem contratado, a aceitação do público LGBT é realidade no segmento e já não é mais motivos para dores de cabeça. Faça as malas e caia no mundo sem medo.

Deixe um comentário