Ponto Cine realiza 2ª edição da Mostra “Dialogay, respeito na diversidade”

Ponto Cine realiza 2ª edição da Mostra “Dialogay, respeito na diversidade”

 

Nos dias 06,07,08 e 09 de junho o Ponto Cine realiza a mostra de cinema “Dialogay, respeito na diversidade”.  O Cinema Reserva Cultural no Rio de Janeiro, será palco para o evento que tem entrada franca e acontece ás 21h.

Os filmes abordam questões da comunidade LGBT+ e ao fim da exibição, promoverá debates entre os espectadores, formadores de opinião e ativistas.

Programação

A mostra começa com “Trans”, filme de Renata Baldi e Fernanda Dedavid, com 53 minutos de duração, o documentário fala sobre a liberdade do corpo. Em seguida, é a vez de “A luz do dia”, com direção de Elaine Coutrin e Felipe Murgas e duração de 27 minutos, a história documenta as dificuldades vividas por diversas travestis e transexuais a procura de emprego no mercado de trabalho.

O encontro termina com  a participação de Karina Muniz Viana, museóloga; Renata Baldi e Fernanda Dedavid, diretoras no debate “ Como o mercado de trabalho lida com a comunidade LGBTTQI+”.

O segundo dia exibe “Meu Corpo é Político”, que acompanha o dia a dia de quatro mulheres LGBT que vivem na periferia de São Paulo.Discutindo questões sobre a população trans e suas disputas politicas, o filme tem direção de Alice Riff, classificação de 12 anos e 1h12 minutos de duração.

“A cidade recebe os corpos da diversidade” é  o tema do debate da noite, que terá a presença de Wallace Terra, diretor e performer; Felipe Carvalho, diretor do GDN e Bruna Max, membro do GDN.

O dia 08 de junho exibirá  “Abrindo Armário”, com direção de Menezes e Luiz Abramo, 1h27minutos de duração e classificação 12 anos. O longa aborda  entrevistas e performances de artistas, retratando os processos de conquista de independência do movimento gay no Brasil.

O debate da noite é “O empoderamento a favor do diálogo”, com a presença de Jaqueline Neves, produtora; Ana Clara Ribeiro Lages, pesquisadora e Leonardo Rivera, produtor e jornalista. A discussão será a cerca da importância do diálogo nas relações sociais e a importância da representatividade em momento de intolerância.

A mostra encerra com a exibição inédita do longa “Bixa Travesty”, dos diretores Kiko Goifman e Claudia Priscila, sobre a cantora transexual brasileira Linn da Quebrada. O filme tem classificação de 18 anos e 1h15 minutos de duração.

O último debate traz Caio Prado, cantor e compositor;  Luis Capucho, músico e Eula Rochard, diretora de Igualdade Social do GDN, para discutir “Os corpos se comunicam na arte e no mundo”.

Serviço

Data: 06,07,08 e 09 de junho (de quinta-feira a domingo
Horário: 21H
Local: Cinema Reserva Cultural de Niterói -Av. Visconde do Rio Branco, 880, São Domingos, Niterói-RJ
Evento Gratuito.

LEIA TAMBÉM:
- Banco do Nordeste censura faixa da exposição sobre casamento gay
- Presidente do Google vai à Parada do Orgulho LGBT em SP
- Poc Con: 1° feira de HQs produzida por artistas LGBT+ acontece em junho; confira

Deixe um comentário