Paulo Vainer retrata intolerância em novo curta-metragem Voz

Paulo Vainer retrata intolerância em novo curta-metragem Voz

A fim de ir na contramão dos discursos de ódio que têm ganhado mais força atualmente, o diretor e fotógrafo Paulo Vainer lançou o curta-metragem Voz. A obra, protagonizada pela modelo e atriz Samira Carvalho e produzida pela Paranoid, é uma ficção futurista que retrata a temática intolerância.

O filme remete a ideia de duas tribos, uma representada pela cor preta e pelo quadrado e a outra pela cor branca e pelo círculo. É em meio a um ritual que é possível se observar a materialização do preconceito.

O discurso de ódio demonstrado no vídeo é disseminado, fazendo com que a protagonista, no papel de uma personagem distinta, se sinta julgada ao se ver em meio a um corredor da morte, forma histórica de castigo. A protagonista, que representa as minorias ainda não aceitas por uma sociedade conservadora e fundamentalista, se vê encurralada e cercada pela opressão.

Vila Galé – Fortaleza

“Nossa intenção era traduzir esteticamente o momento de polarização que vivemos hoje. Dessa forma, criamos uma narrativa metafórica que representasse a intolerância que estamos presenciando”, conta o diretor.

Confira o curta-metragem neste link.

Deixe um comentário