Ativistas usam camisas de futebol para formar a bandeira do orgulho gay na Rússia

Ativistas usam camisas de futebol para formar a bandeira do orgulho gay na Rússia

Quarenta anos depois da bandeira do Orgulho LGBT ter sido criada, a Rússia – país sede da Copa do Mundo – ainda persegue a comunidade e proíbe manifestações de afeto entre casais sexuais e até mesmo a exibição em público de símbolos de representatividade como a bandeira do arco-íris. Aproveitando a visibilidade que o evento alcança, a federação espanhola FELGTB (Federación estatal de lesbianas, gays, transexuales y bisexuales) enviou seis ativistas da Espanha, Holanda, Brasil, México, Argentina e Colômbia usando a camisa do time de futebol de seus respectivos países formando assim a bandeira LGBT.

“Decidimos denunciar esta situação e trazer a nossa bandeira para as ruas da Rússia. Sim, em plena luz do dia, diante das autoridades russas, da sociedade e do mundo inteiro. Com orgulho. Como? Usando algo que nunca despertaria suspeitas de ninguém: camisas de futebol”, diz o site do projeto The Hidden Flag.

Ativistas posam em frente a monumentos turísticos da Rússia (Foto: Divulgação/The Hidden Flag)

Deixe um comentário