Bandeira gay é hasteada na Missa do Vaqueiro, em Serrita

Bandeira gay é hasteada na missa mais tradicional dos vaqueiros

Yumma Bernardo Valle

Realizada todos os anos em Serrita, cidade do sertão pernambucano, a 46ª edição da Missa do Vaqueiro, realizada em 24 de julho, chamou atenção pela iniciativa inusitada de um vaqueiro. Valmir Calaça, mais conhecido como Chapada, hasteou a bandeira do movimento LGBT em meio ao encontro que reúne centenas de homens vestidos com roupa de couro.

Em conversa com a revista ViaG, Calaça  disse que teve a iniciativa de levar a bandeira porque, além de não ser homofóbico, ficou sensibilizado com os casos de assassinatos envolvendo homossexuais. “Eu sou um vaqueiro sem preconceito. Muita gente achou que eu não sabia o que estava levando e foi uma forma de mostrar que o mundo é para todos. Quando cheguei à missa, o padre pediu para eu enrolar a bandeira, então me afastei, mas não abaixei”, disse.

Além da bandeira, o cavalo de Valmir trazia a mensagem “Diga Não Ao Preconceito”. A Missa do Vaqueiro é um tradicional evento que começou após a morte de Raimundo Jacó, famoso vaqueiro da região. É de dar orgulho, não é mesmo?