Em Minas, projeto contra LGBTfobia ganha prêmio de Direitos Humanos e Cidadania

Projeto contra LGBTfobia da Una ganha prêmio de Direitos Humanos e Cidadania

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O projeto Transforma – Esajuna, do Centro Universitário Una, em Minas Gerais,  será agraciado nesta quinta-feira (14/7), às 19h, no Museu Abílio Barreto, pelo XII Prêmio Direitos Humanos e Cidadania LGBT. O evento é promovido pelo CellosMG, ONG responsável pela organização da Parada do Orgulho LGBT de Belo Horizonte.

O TransForma – Esajuna é uma parceria do curso de Direito com o projeto Una-se contra a LGBTfobia. O projeto existe desde o segundo semestre de 2015 e tem como objetivo retificar judicialmente o nome de pessoas trans, garantindo o respeito e o reconhecimento. Desde o seu início, a ação já atendeu mais de 20 cidadãos.

Veja mais:

Vila Galé – Fortaleza

Centro de Cidadania LGBT será inaugurado em João Pessoa

A ideia nasceu a partir de uma solicitação do aluno do curso de Direito da Una, Carl Benzaquen, homem trans que está sendo atendido pelo projeto. De acordo com o coordenador do TransForma – Esajuna, Bruno Pacheco, “a ação faz uma contribuição essencial para os estudantes do curso de Direito: periodicamente são oferecidas oficinas de capacitação para orientá-los a receber essa população tão discriminada. Assim, o projeto contribui para uma formação mais plural e cidadã desses estudantes”, conta.

Veja mais:

Começa amahã a 2ª edição do Recifest – Festival de Cinema da Diversidade Sexual

Esta é a segunda vez que a Una ganha o XII Prêmio Direitos Humanos e Cidadania LGBT. No ano passado, a faculdade foi premiada pela resolução que reconhece o nome social de estudantes travestis e transexuais.