Primeira cena de sexo entre dois homens será exibida na Globo

 

Primeira cena de sexo entre dois homens será exibida na Globo

liberdade-liberdade-ellen-soares-264

Depois das polêmicas de beijos entre dois homens, os protagonistas Ricardo Pereira e Caio Blat, que interpretam, respectivamente, Tolentino e André em Liberdade Liberdade, novela das onze, serão os primeiros a contracenarem uma cena de sexo na rede Globo, um marco para a história da telenovela brasileira.

A cena já foi liberada pelo autor Mario Teixeira. Conforme o que foi divulgado pelo UOL, a sequência não terá sexo explícito, mas será muito intensa, com beijo na boca.

O roteiro entregue aos atores mescla o medo de Tolentino em assumir seus sentimentos com o desejo pelo sexo. Arrasado por ter sido humilhado por Rubião, ele chegará ao quarto de André reclamando. André o confortará. “Você, André. Que é sensível. Capaz de entender os mistérios da vida. As voltas que o mundo dá. As surpresas que a vida nos reserva”, dirá o coronel. “Inclusive as surpresas sobre nós mesmos?”, indagará o irmão de Joaquina (Andreia Horta).

Tolentino, ainda tímido, responderá que sim: “Você mesmo me disse um dia. Que todos temos uma segunda natureza. Que, às vezes, permanece oculta”, dirá. “Mas não para sempre”, retrucará André, olhando o amigo nos olhos. “Não. Não para sempre”, concordará o coronel.

Eles vão se abraçar e surgirá um clima para um beijo, só que Tolentino virará o rosto. Mas ele não resistirá, beijará e fará sexo com o amigo. Depois, o público verá o coronel sair desnorteado, com o sol raiando, apressado para se apresentar ao trabalho, na intendência de Vila Rica. André surgirá em seguida, tomando um café, aéreo.

No próximo encontro deles, Tolentino vai rejeitar o amigo, prefirirá fingir que nada aconteceu. Eles se encontrarão no bordel de Virgínia (Lilia Cabral), e o coronel fará de tudo para provar que gosta de mulher, agarrando a prostituta Gironda (Hanna Romanazzi) violentamente na frente do amigo e dizendo que vai “tirá-la da vida e torná-la sua mulher”.

 

Os personagens de Ricardo Pereira e Caio Blat estarão atormentados com a atração e o amor que sentem um pelo outro na trama, que se passa em 1808. A homossexualidade era chamada de sodomia e classificada como crime de lesa-majestade, cuja punição era a morte na forca. A amizade entre o coronel Tolentino e o fidalgo afeminado André foi crescendo aos poucos desde a segunda semana do mês de maio

Beijo gay

O primeiro foi visto pelo público na Globo em janeiro de 2014 e o sexo entre duas mulheres foi na minissérie Felizes para Sempre?, que foi ao ar em 2015 e estreado por Paolla Oliveira e Maria Fernanda Cândido. Liberdade, Liberdade é uma novela de Mario Teixeira baseada em argumento de Marcia Prates, livremente inspirada no livro “Joaquina, Filha do Tiradentes”, de Maria José de Queiroz. A direção artística é de Vinícius Coimbra.

 

Com informações do site UOL

Deixe um comentário