Emocione-se com ” Viva”, a história de um garoto cubano que queria ser Drag Queen

Emocione-se com ” Viva”, a história de um garoto cubano que queria ser Drag Queen

drag queen

A ilha de Cuba nunca teve tão em evidência como agora. Desde que começaram as negociações para se acabar com os embargos econômicos sofridos desde a revolução de 1959, a nação cubana tem sofrido uma avalanche de eventos e acontecimentos que a vem mudando a rotina de seus moradores.

A capital Havana foi recentemente palco de um show dos Rolling Stones, além de ter servido de passarela para a nova coleção da grife de luxo francesa Coco Chanel.

Vila Galé – Fortaleza

Recentemente foi a  vez de um filme com temática gay agitar a ilha.

+Espetáculo “É o que tem pra hoje “, de Silvettu Montilla, faz estreia em BH

O filme “Viva’, que conta a história de  um menino gay que quer ser uma drag queen e tem que lutar contra seus pais homofóbicos e sexistas, têm emocionado espectadores por onde é exibido.

A história do personagem principal de nome Jesus se passa em Havana. No filme, o jovem que trabalha como penteador de perucas em um cabaret vive um drama ao se deparar com seus impulsos sexuais. A história se agrava quando seu pai, um famoso ex-boxeador, que até então era dado como morto reaparece cheio de preconceito e resistência em aceitar um filho homossexual.

O filme é dirigido pelo irlandês  Paddy Breathnatch e foi a indicação da Irlanda para representar o país  no Oscar 2016 como “melhor filme estrangeiro”.

Até o momento não há informações de que o filme será exibido no Brasil.

Assista o trailer: