Conheça 3 imperdíveis museus em Viena para incluir na sua próxima viagem

Conheça 3 imperdíveis museus em Viena para incluir na sua próxima viagem

viena-gay

Conhecida como cidade Imperial, Viena é sem dúvidas uma das mais belas cidades do mundo. Repleta de construções históricas bem conservadas que convivem harmoniosamente com obras de arquitetura contemporânea, o destino preserva como poucos sua riqueza multicultural.

No centro histórico, essa mistura de estilos impressiona a cada esquina e proporciona uma experiência urbana única.

Do lado de dentro, os prédios guardam segredos de um passado glorioso e verdadeiros tesouros do Império Austríaco. Com 30 museus, Viena ostenta uma diversidade cultural enorme, dificultando a escolha de quem tem a capital da Áustria como destino de viagem.

+Três razões para Gays e Lésbicas escolherem Viena para a próxima viagem

Para dar uma ajudinha, confira três museus imperdíveis para quem visita Viena com tempo limitado.

Comece pelo Freud Museum. O museu fica dentro da casa onde o mais famoso nome da psicanálise mundial viveu por 47 anos. Dos 3 anos de idade, Freud morou ali até um ano antes de sua morte, em 1939. Além da arquitetura original, a casa guarda alguns de seus objetos pessoais, dentre eles, a mala com suas iniciais, a mesma que foi usada durante sua fuga para Londres em 1938, um dia após a sua Filha Anna Freud ser presa pelos nazistas.

Museu de Freud
Museu de Freud

O museu também conserva o consultório clinico e a famosa sala de espera por onde passaram centenas de pacientes. Muitos se tornaram conhecidos por terem seus dramas e conflitos descritos pelo psicanalista.

museu em viena
Museu de Freud

Outro museu que vai deixá-lo feliz por ter incluído Viena em seu roteiro de viagem é o da Imperatriz Sisi. O museu fica dentro do palácio de Hofburg, um gigantesco conjunto arquitetônico de 240 mil metros quadrados e 2,6 mil aposentos que domina a paisagem no centro da cidade. O local que foi residência oficial dos Habsburgs, família que reinou no Império austríaco do século XIII até o fim da monarquia em 1918, abriga hoje também a sede do governo federal da Áustria.

museus em viena
Entrada do Sisi Museum

A exposição da Imperatriz Sisi tenta desmistificar a imagem de mulher feliz, delicada e extrovertida criada pelo clássico Hollywoodiano lançado nos anos de 1950. Através de obras de arte, objetos pessoais como vestidos, joias e manuscritos, descobrimos no fundo uma mulher infeliz, obcecada por beleza e dietas, e que teve a vida atormentada pela infelicidade da morte de sua primeira filha com apenas 2 anos, e pelo suicídio de seu filho mais velho. Sucessor do trono, o jovem Rodolfo de Habsburgo, com apenas 30 anos, se matou junto de sua amante de 17, depois de muitas aventuras e noites desregradas.

sissi museum 2
Uma das salas da exposição

Apesar de toda pompa que corte lhe proporcionava, Sissi vivia avessa a suas obrigações de Imperatriz e usava viagens como válvula de escape. Das voltas pelo mundo, a Imperatriz trouxe obras de arte que podem ser vistas em seus aposentos conservados, e o conhecimento que, apesar de tudo, fizeram dela uma mulher a frente de seu tempo.

Faça um passeio por Viena e descubra a importância dos gays para a capital austríaca

Sisi teve sua vida tirada em Genebra no ano 1898 por um anarquista italiano, e hoje é reverenciada como uma diva pelo seu drama cercado de luxo e beleza.

Perto dali está o Museumsquartier, a última dica. O prédio que antes abrigava as carruagens da corte imperial durante a monarquia foi transformado em um dos maiores centros cultural do mundo.  Dentre as atrações principais está o museu Leopold.

Leopold Museum
Leopold Museum

Instalado em um prédio super moderno, o Leopold concentra a mais completa coleção da arte austríaca. Além de exposições temporárias com obras de variados talentos, o acervo permanente conta com clássicos vienenses como Egon Schile (1980-1919) e Gustav Klimt (1862-1918).

Judith,uma das obras mais famosas de Gustav Klimt
Judith,uma das obras mais famosas de Gustav Klimt

Gustav teve seu nome escrito na história da arte mundial ao se tornar um dos ícones do movimento art nouveau austríaco, sendo responsável pela fundação do mais importante movimento de sua era, a Secessão de Viena. O movimento liderado por ele teve inicio 1897 e durou até 1920. A Secessão de Viena protestava contra as normas tradicionais, artísticas e étnicas da época, mudando para sempre a maneira de se fazer arte na Áustria.

Serviços:

Museu de Freud

 Berggasse 19, 1090 Wien, Áustria

Aberto todos os dias das 10hs as 18hs.

Sissi Museum

Hofburg Michaelerkuppel
A-1010 Vienna

Aberto todos os dias das 10hs as 18hs. Porém a bilheteria fecha as 16:30h

Museu Leopold

Museumsplatz 1, 1070 Wien

Aberto todos os dias das 9hs as 18hs, exceto as terças-feiras.

Confira a lista completa dos museus de Viena aqui.