Museu da Diversidade Sexual lança mostra Diversa 2015. Não perca!

1ª Mostra Diversa

Exposição traz projetos culturais de artistas de todo o país e celebra a diversidade com fotografias, fanzines, livros e pinturas

O Museu da Diversidade Sexual, iniciativa da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, em parceria com a Organização Social Diversa Arte e Cultura, convida o público a visitar a 1ª Mostra Diversa – Expressões de gêneros, identidades e orientações. Ela estará aberta à visitação de 17 de Julho a 30 de Novembro de 2015, na Estação República do Metrô, Piso Mezanino, loja 518 – onde o museu é localizado.

Vila Galé – Fortaleza

O objetivo da mostra é apresentar um panorama contemporâneo de projetos culturais inovadores com temas relacionados às identidades de gênero e às orientações sexuais. Novos artistas, novas propostas e diferentes expressões culturais compõem a exposição que, além da temporada no MDS, em parceria com a Secretaria de Estado da Cultura, cumprirá uma agenda de itinerância por diversos municípios do interior e litoral de São Paulo.

A mostra conta com nove projetos de artistas de todo o Brasil, que trazem visões derivadas de vivências distintas e abordam de maneira profunda as questões de gênero, a luta contra o preconceito e a busca pela visibilidade LGBT. Os artistas captam todas as nuances da diversidade sexual, desde a sensibilidade de um casal homossexual em seu cotidiano – na exposição Um Olhar de Marte – até o resgate da clássica pin-up em fotografias com modelos trans – no projeto Geni – Um ensaio fotográfico com corpos transitados.

Os artistas também convidam o público a questionar os conceitos de “masculino” e “feminino” em fotografias que fogem dos padrões cotidianos – como no projeto Doces Barbas, que exibe fotografias de homens barbados com maquiagens femininas, ancestrais e elementos de adorno de varias etnias e cores. No Genders Brasil, que tem ganhado destaque nas redes sociais com a publicação de ensaios fotográficos, as diferentes expressões de gênero são captadas com a harmonização entre a locação do espaço e a própria identidade dos modelos. Já em A Esquina de Monalisa, a travessia do gênero é abordada com obras em nanquim sobre madeira, elaboradas a partir de etnografias e entrevistas com travestis de Botucatu (SP) e Dourados (MS).

O caráter inovador da Mostra também é celebrado em projetos em formatos que fogem do lugar-comum, como a Lampioa, que traz poesias, palavras rimadas e imagens gravadas no formato de fanzines; e as ilustrações da Coletânea AMAR, que compõem quatro livros, voltados para crianças de 4 a 7 anos, e celebram a tolerância e as descobertas do universo da diversidade sexual.

Ainda com o objetivo de exigir o respeito e a tolerância na sociedade, o projeto Menino de Salto Alto rompe com padrões de temática e beleza e evidencia o “queer”. A luta contra a homofobia também marca o Mais amor para todos, que retrata histórias de amor na luta pela diversidade em trabalhos com famílias e casais.

Confira abaixo as fichas técnicas das exposições que irão compor a 1ª Mostra Diversa:

 

Um Olhar de Marte

Concepção: Patrícia Cholakov

Modelos: Augusto Barros e Lucas Galesco Rosselli

 

Geni: Um ensaio fotográfico com corpos transitados

 Concepção: Daniella Vinci e Mariana Moraes

Orientação: Carlos Mendonça

Cabelo e maquiagem: Xisto Lopes

Figurino: Matheus Fraga Mello

Modelos: Anna Valentina, Bárbara Macedo, Cristal Lopez, Dolly Piercing, Dhully Fantine, Fabíola Martins, Gisella Lima, Hágata Lafa, Lara Volguer, Laura Faria, Raphaela Ramalho, Tiffany Rivol

 

Doces Barbas

 Concepção: Denny Azevedo e Ricardo Don

Direção de arte: Ricardo Don

Fotografia: Alisson Louback

Maquiagem: Denny Azevedo

Modelos: Gustavo Medeiros, Gustavo Silvestre, José Renato Diniz, Leonardo Marchetti, Marcelo Theodoro, Marco Ruiz, Matthieu Scheubel, Mauro Farina, Pedro Belasco, Sebastián Piracés-Ugarte, Thiago Marra, Vitor Vieira

 

Genders Brasil

Concepção: Ana Maria Macedo e Kalel Sousa

Direção de arte: Ana Maria Macedo

Fotografia: Kalel Sousa e Thai Vieira

Maquiagem: Cibele Niela

Modelos: Alex Verissimo, Amanda Real, Ana Mendes, Angelica Fata, Bruna Oliveira, Cibele Niela, Danne Jujheicke, Eduarda Vieira, Karen Kröger, Karina Cristine, Robis Ramires

 

A Esquina de Monalisa

Concepção: Rodrigo Casali

 

Lampioa

Autor: João Zambom e Bruno H Castro

Coordenação Geral: João Zambom

Edição e Produção Geral: Bruno H Castro

Cenografia: Thiana Sehn e André Macêdo

Curadoria: João Zambom e Bruno H Castro

Impressão: Gráfica Cinelândia

Montagem: Bruno H Castro e Thiana Sehn

 

Colaboradores:

Chico Baldini, Elisa Carareto, Thiana Sehn, Márcio Diegues, Vinícius Cardoso, Padre Beto, Laerte Coutinho, Tatá Aeroplano, Dire Parra, Marcia Misawa, Alberto Pereira Jr, Iansã Negrão, Angélica Valente, Laion Pessôa, Thiago Minamisawa, Jana Monteiro, Rodrigo Bueno, Paulo Quirino, João Bertholini, Esmir Filho, Silvana Martins, Laura Guimarães, Glauco Mattoso, Carol Patrocínio, Bernardo Guimarães, Ronaldo Fraga, Thiago Pethit, Antônio Pádua, Alexa Castelblanco, Flo Lear, Mateus Rios, Rodrigo Mogiz, Julio Oliveira, Mariano Mattos Martins, Hugo Toni, Thiago Barbalho, Isabel Wr, Clara Lobo, Juliana Vomero, Marcele Fonseca, Arrigo Barnabé, Rosana Urbes, Tom Zé.

 

Ilustrações da coletânea de livros infantis AMAR

LIVRO 1 – L

Texto: Safo

Ilustrações Rosana Urbes

LIVRO 2 – G

Texto: Thiago Minamisawa

Ilustrações Mateus Rios

LIVRO 3 – B

Texto: Bruno Castro

Ilustrações: Cris Eich

LIVRO 4 – T

Texto Vinicius Cardoso

Ilustrações: Marcia Misawa

 

Direção, produção e coordenação geral: Thiago Minamisawa

 

Mais amor para todos

 

Concepção e Fotografia: Amanda Cervantes

Modelos: Paula Matta, Sara Antunes, Paula D’Albuquerque e Priscila Calazans

 

Menino de salto alto

 

Concepção e performance: Weverton Andrade

Fotografia e arte: Priscila Natany

Maquiagem: Fabiane Fonseca

Assistência: João Bennett

 

SERVIÇO:

Museu da Diversidade Sexual

Exposição: “1ª Mostra Diversa”

Quando: De 17 de Julho a 30 de Novembro

Onde: Estação República do Metrô – Piso Mezanino, loja 518

Funcionamento: de terça a domingo, das 10h às 20h

 

Sobre o Museu da Diversidade

Criado em 25 de maio de 2012, o Museu da Diversidade Sexual é o terceiro do mundo e primeiro da América Latina relacionado à temática. Sua a missão é valorizar a diversidade sexual no Brasil por meio de ações de pesquisa, salvaguarda e comunicação do patrimônio material e imaterial, a partir da abordagem da história da população LGBT, do ativismo político e do legado sociocultural, entendendo seu papel importante e transformador da cultura brasileira. Até janeiro de 2015, o equipamento da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo já tinha recebido mais de 100 mil visitantes.